O que é Passivo Ambiental?

Atualizado: Mar 27

Aprenda de uma vez por todas o que é um passivo ambiental e qual a diferença entre ativo e passivo ambiental.



Passivo Ambiental, Entenda!


De maneira bem objetiva, quando falamos em passivo ambiental nos referimos aos resíduos produzidos por meio da atuação empresarial, isto é, o lixo que uma empresa produz.


Dentro da contabilidade, o conceito é um pouco mais amplo e detalhado. Em resumo, ele seria toda obrigação, dever e capital aplicado a curto e longo prazo — inclusive o percentual no lucro — que decorre da influência da atividade empresarial no meio ambiente.


Assim, é comum que a atividade empresarial cause algum desequilíbrio ambiental, como a poluição sonora, do ar, de rios e a destruição de áreas verdes.


Todo o capital utilizado exclusivamente para minimização ou extinção desses impactos é considerado um passivo ambiental. Ou seja, é uma obrigação contraída pela empresa perante terceiros que pode se materializar de diferentes maneiras, como:


• Recuperação de áreas degradadas;

• Indenizações por danos ao meio ambiente;

• Reflorestamento;

• Criação e execução de projetos para amenizar danos; e

• Pagamento de multas em razão de danos ambientais.


Via de regra, os passivos ambientais costumam ser associados a algo negativo para a empresa, posto que, na maioria das vezes, eles são compostos por multas e penalidades impostas a empreendimentos que agrediram significativamente o equilíbrio da natureza.


Por esse motivo, é comum encontrarmos administradores e empreendedores que apenas vislumbram os pontos negativos de um passivo ambiental. Porém, essa é uma questão interessante que pode ser trabalhada a favor do empreendimento.


Qual a Diferença Entre Ativo e Passivo Ambiental?


Para que não reste qualquer dúvida sobre a abrangência desse conceito, é interessante que saibamos diferenciar ativo e passivo ambiental.


Dessa maneira, quando falamos em ativo ambiental, estamos tratando de máquinas, insumos e peças que a empresa já adquiriu com o objetivo de minimizar os impactos de sua ação na natureza. Portanto, estão inseridos nesse conceito:


· Investimentos em pesquisas;

· Implementação de tecnologias;

· Maquinário;

· Instalações utilizadas para projetos de educação ambiental.


De outra maneira, o passivo ambiental é as obrigações assumidas por um negócio, que podem ser espontâneas ou não, que objetivam proteger, recuperar e preservar o meio ambiente.


Também se incluem nesse conceito aquelas obrigações empresariais que proporcionam benefícios, ainda que indiretos, ao meio ambiente, como a utilização e disposição de maneira mais sustentável de recursos, insumos e máquinas.


Assim, pode-se concluir que a principal diferença entre ativo e passivo ambiental é que: no primeiro caso temos tudo aquilo que um negócio faz para controlar os impactos ambientais e no segundo caso, temos uma ação voltada para recuperação dos danos causados durante sua operação.


No entanto, os dois dados devem fazer parte do balanço patrimonial de uma empresa e podem ser fatores decisivos no momento da negociação da organização, já que conhecer o nível de passivo ambiental é fundamental para evitar prejuízos a longo prazo.


Fonte: BLB Brasil