O Ciclo do Mogno Africano

Para obter madeira de qualidade, é recomendado que o manejo seja adequado realizando um plantio no espaçamento ideal (3 x 2 m ou 3,5 x 1,7 m), que corresponde a 1.666 mudas por hectare. Ao se adotar esse espaçamento há competição entre as árvores por luz e nutrientes, dessa forma elas tendem a crescer de forma mais retilínea e mais rápido logo nos primeiros anos.

Nesse espaçamento estão previstos manejos de desbastes. O primeiro manejo no 4° ano, o segundo no 8° ano, o terceiro entre no 13° ano e, por fim, o corte raso da floresta a partir dos 18 anos de idade. Cada um desses desbastes irão proporcionar madeiras diferentes devido ao diâmetro das árvores.

O cultivo do mogno africano para serraria requer tempo de maturação, por isso o último manejo de desbaste se dá entre o 13° e 15° ano de idade e o corte final a partir dos 18 anos de idade são os que apresentam maior retorno financeiro, pois a maior parte da madeira obtida nessa idade é destinada para fabricação de painéis e de lâminas.

Além do modelo de desbaste que mencionamos, também pode ser feito com outras idades, outras frequências e outros volumes.

Além disso, é possível obter retorno financeiro logo no terceiro desbaste quando o cerne da madeira, parte dura e central da árvore, já está formado agregando assim maior valor comercial a madeira coincidindo com o payback do investimento que é aos 12 ou 13 anos de idade.

Ecozoom - O Novo Criptoativo Ecológico

No quarto ano, é necessário manejar os piores indivíduos da floresta para que as demais possam desenvolver melhor. Com rendimento.
4 ANOS
PRIMEIRO MANEJO
manejo 1.png
Manejo de árvores jovens.
8 ANOS
SEGUNDO MANEJO
manejo 2.png

Manejo de árvores Maduras.

13 ANOS
TERCEIRO MANEJO
manejo 3.png

Acontece o corte raso da floresta.

Ativo florestal é convertido em receita totalmente

18 ANOS
CORTE FINAL
Manejo 4.png